O meme Bettina: Não confie em promessas de ganho fácil

O que ela não falou é que muitas pessoas ficam no prejuízo ao se iludir com promessas de renda certa.

Postado em: 29/03/2019

Você conhece a Bettina, novo meme da internet, por ter afirmado, em um comercial de vídeo no YouTube, que conquistou um patrimônio de mais de R$ 1 milhão em três anos investindo R$ 1.520,00 por mês? Ela virou chacota, mas tem muita gente que acredita em promessas de ganhos certos por aí.

Assim como a Bettina, cada vez mais consultorias financeiras e de investimentos prometem ganhos volumosos para pessoas físicas que querem operar na Bolsa de Valores como se fosse garantia de uma renda certa. Essa realidade do mercado de investimentos chamou a atenção da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Ministério da Fazenda, que chegou a emitir, recentemente, orientação para que as casas de análise evitem a expressão "renda certa" em suas publicidades de "day trade".

Em reportagem recente do jornal Valor Econômico, principal jornal de economia, finanças e negócios do Brasil, mais de 90% das pessoas que tentam viver de day trade têm prejuízo. O day trade é uma estratégia de operação, muito utilizada por operadores experientes e com perfil arrojado, que consiste em comprar um ativo e vendê-lo no mesmo dia, buscando o lucro pela venda dos ativos a preços maiores que os de compra.  

 

Todo investimento possui risco. Alguns mais que outros.

Embora, sim, seja possível faturar muito dinheiro em um único dia com day trade, esse tipo de operação não é garantia de "renda certa" e não serve como fonte de renda fácil e permanente. Entre os anos de 2012 e 2017, 19.696 pessoas começaram a operar com day trade. Dessas, apenas 1.558 persistiram a fim de, de fato, ter uma fonte de renda constante com a atividade, e 91% tiveram prejuízo financeiro. Apenas 13 pessoas tiveram lucro médio diário acima de R$ 300,00, o que demonstra a insegurança da operação.

Apesar da reportagem se basear em uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) a qual retrata exclusivamente negociações de day trade, a verdade é que existem muitas agências ou corretoras de valores que prometem "ganhos certos" com investimentos diversos, principalmente em mercado de ações, como no caso da Bettina. A realidade mostra que muita gente acredita nessas promessas porque sonha em viver de renda, fazer o dinheiro trabalhar por si e obter a independência financeira.

Assim como o day trade, todo investimento possui riscos. O mercado de ações, com corretores profissionais negociando diariamente na Bolsa de Valores, é um dos investimentos em que o risco de um investidor se dar mal, é maior, embora possa oferecer ótimos ganhos eventuais. Poupança, por ser incentivada pelo governo e por não exigir um acompanhamento diário do investidor, é onde o risco é menor - porém, o resultado é minguado e, muitas vezes, sequer supera as perdas com a inflação.  

 

Previdência privada não é ganho fácil. É planejamento e disciplina.

Assim como poupança, mercado de ações, CDB, fundos de renda fixa e outros, a previdência privada também é um investimento, e o seu resultado irá depender, em boa parte, da instituição contratada para gerir seu investimento.

Se você optar em fazer uma previdência privada em um banco tradicional ou seguradora, por exemplo, precisa levar em conta que essas instituições possuem finalidade lucrativa, ou seja, precisam remunerar o capital financeiro da empresa, isto é, seus acionistas. Por isso, há taxas em excesso, as taxas de administração e carregamento tendem a ser maiores justamente por terem como propósito gerar lucro aos proprietários e, assim, o resultado é um ganho menor para o investidor, pois somente uma parte da rentabilidade do investimento vai para o participante da previdência privada.

O mesmo não ocorre em fundos de pensão, os quais, por serem organizados por empresas ou entidades associativas na forma de fundação ou sociedade civil, não possuem fins lucrativos, cobram menores taxas de administração e carregamento, e revertem 100% da rentabilidade obtida nas aplicações para a conta dos participantes da previdência privada.

Seja qual for a sua escolha, o resultado da sua previdência privada dependerá muito mais da sua disciplina financeira de manter o investimento no longo prazo para cumprir o objetivo planejado do que do rendimento que este investimento poderá obter. Não há promessa de ganho fácil, mas, novamente, se você for disciplinado no longo prazo, o resultado é maravilhoso.

 

E o risco da previdência privada?

Como dissemos anteriormente, todo investimento possui riscos, uns mais, outros menos. Então, vale a máxima: nunca coloque todos os ovos numa única cesta. A previdência privada é um dos investimentos mais estáveis atualmente no Brasil, tão seguro quanto à poupança, e fiscalizada de cima pelo Ministério da Fazenda.  

Planos de previdência privada aberta, aqueles oferecidos por bancos e seguradoras, estão sujeitos à autorização, ao controle e à fiscalização pelo Governo Federal através da Susep (Superintendência de Seguros Privados), vinculada ao Ministério da Fazenda e subordinada ao Conselho Nacional de Seguros Privados – CNSP.

Já os planos de previdência privada fechada, aqueles oferecidos por fundos de pensão sem fins lucrativos, são regulados por lei e com segurança financeira aos participantes garantida pelo Governo Federal através da Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), vinculada ao Ministério da Fazenda e subordinada ao Conselho Nacional de Previdência Complementar – CNPC.

Então, você já sabe: não acredite em promessas de renda certa ou ganho fácil por aí. Seja disciplinado e comece cedo sua previdência privada que, em alguns anos, poderá acumular seu primeiro milhão de reais.


COMECE A SIMULAR O SEU PLANO